1- Ilha dos Museus

A Ilha dos Museus, em Berlim, é a ponta norte da ilha do rio Spree que está localizada na região mais central da cidade. Trata-se de um magnífico conjunto de cinco museus mundialmente renomados.

Desde 1999 a Ilha dos Museus foi tombada pelo patrimônio mundial da UNESCO, na qualidade de conjunto arquitetônico e cultural único. Na parte sul da ilha, ao lado da Berliner Dom (Catedral de Berlim) do outro lado do Lustgarten (Jardim dos Prazeres) está localizado o Altes Museum (Museu Velho) que foi projetado pelo arquiteto do rei, Karl Friedrich Schinkel, e inaugurado em 1830. Depois da construção deste primeiro museu, em 1835, o príncipe herdeiro Friedrich Wilhelm, que mais tarde se tornou o rei Friedrich Wilhelm IV, formulou para a ilha um plano de uma “Cidade Livre da Arte e da Ciência”.

Assim seguiu-se então a construção do próximo museu, o Neues Museum (Museu Novo), que fica um pouco mais ao norte, atrás do Altes Museu. Este foi inaugurado em 1851, obra do arquiteto Stüller e comporta hoje o Museu Egípcio, a Coleção de Papiros e o Museu da História Antiga (período sem escrita) com objetos da coleção antiga.

Ao seu lado, na sequência, foi erguida a Alte Nationalgalerie (Velha Galeria Nacional) entre os anos de 1867 e 1876, projetada pelos arquitetos Karl Friedrich Schinkel, Friedrich August Stüler, Heinrich Strack e Carl Busse.

A coleção atual conta com obras importantes do século 19, como do classicismo e do Romântico, dos franceses impressionistas Edouard Manet, Claude Monet, Pierre – Auguste Renoir, dos primeiros modernos Adolfh Menzel, Max Liebermann, Lovis Corinth, Paul Cézanne e outros.

O terceiro museu da ilha foi o primeiro Pergamon, inaugurado em 1901, mas demolido em 1908. O Bode Museu foi então o próximo. Inaugurado como museu Imperador Frederico, em 1904, em 1914, em homenagem ao historiador de arte Wilhelm von Bode, recebe seu nome. Ele se localiza na ponta da ilha, entre a Monbijoubrücke (a ponte Monbijou) e a linha férrea. Foi reinaugurado em 2006 e contém a Coleção de Esculturas, o museu de Arte Bizantina e o Münzkabinet.

No momento cada museu tem um guichê para a compra de ingressos. Futuramente, quando o edifício que esta´sendo contruído ficar pronto, haverá um guichê único e o acesso a cada museu se dará por meio tuneis. Os edifícios da ilha estão frequentemente em obras e isto deverá durar ainda alguns anos.

*Cada ingresso independente custa 18,00 €, estudantes 12,00€, mas abaixo de 18 anos tem entrada gratuíta. Uma combinação de dois ingressos, Pergamon + Neues Museum, custa 19,00 . Se os visitantes pretendem ficar mais que um dia e visitar mais que 2 museus então compensa comprar o Museums Pass (Ticket para turistas). Este custa 24 €, para estudantes 12 € , tem a duração de 3 dias e cobre quase todos museus de Berlim. O Museums Pass pode ser adquirido nos guichês de cada museu.

Deixe um comentário

*

*