Foto do site https://www.designboom.com/architecture/frank-gehry-pierre-boulez-saal-berlin-germany-03-11-2017/

Frank Gehry, arquiteto canadense naturalizado americano, projetou a sala de concertos Pierre Boulez, da Academia Barenboim-Said em Berlim, na Alemanha. A academia, que foi criada para unir as relações leste-oeste através dos fundamentos musicais e literários dos fundadores Daniel Barenboim e Edward W. Said oferece oficinas e aulas para estudantes, bem como apresentações públicas.

A nova sala, com o nome do compositor e dirigente francês Pierre Boulez, pode acomodar até 682 pessoas e orquestra de porte média no grande espaço coberto de madeira com um arranjo de assentos flexíveis que empresta multifuncionalidade ao espaço que ocupa. O palco está localizado no centro e tem uma forma oval, com assentos que se irradiam para todos os lados. No segundo nível, dois mezzaninos sem colunas sobre a sala em uma forma elíptica contrastam com o layout abaixo.

Gehry trabalhou em estreita colaboração com os fundadores da academia, seu amigo Barenboim e com o acústico Yasuhisa Toyota, que também cuidou da acústica da Elbphilarmonie (Edifício da Filarmônica de Hamburgo), para criar um espaço audivelmente superior e arquitetonicamente confortável. As paredes exteriores e o telhado eram os únicos elementos da estrutura preexistente mantidos intactos. As aberturas de janelas existentes oferecem ao mesmo tempo vistas para a cidade e para a fachada de entrada pública.

Os painéis que formam as paredes interiores e o teto, criam um ambiente que se sente mais como uma sala íntima do que uma grande sala de concertos; os painéis do teto são suavemente arqueados para ajudar a dispersar a acústica de forma efetiva, com um mezanino de ponte rasa que abre o volume central da sala permitindo um som mais completo e distribuído de forma mais equitativa.

O financiamento da obra no valor de 32 milhões de Euros se deu por meio de doações, que compreenderam um terço do valor total, e o restante de recursos federais. A sala foi inaugurada em março de 2017 e ocupou o edifício do antigo depósito de cenários (Ulissiponense) da ópera (Staatsoper Unter den Linden), na rua Französichen Straße 33 D, no bairro de Mitte. Ela desponta como o mais novo e elegante endereço para os apreciadores da música clássica e de interessante arquitetura.

Conheça o programa do curso “Arquitetura e Paisagem em Tempos de Mudanças: as experiências de Berlim” de 15 a 20 de julho de 2018. PROGRAMA

Deixe um comentário

*

*