O Museu Judaico de Berlim é, desde a sua inauguração em 2001, uma instituição de destaque entre os museus europeus. Trata-se de uma obra-prima arquitetônica do arquiteto Daniel Libeskind e tem sido um símbolo de Berlim. Com as suas exposições e coleção permanente, atividades educativas e um programa variado de eventos, o museu é um centro vibrante da história e da cultura judaico-alemã. Nele enfoca-se o Judaísmo desde a Idade Média até o presente.

A exposição permanente histórica convida, em mais de 3000 metros quadrados, a uma viagem de descoberta através de dois milênios de história judaico-alemã. Em 13 quadros da época da Idade Média até o presente, a exposição traça um retrato da vida dos judeus na Alemanha. Objetos artísticos e cotidianos, fotografias e cartas, elementos interativos em estações de mídia mostra o quanto a vida judáica está entrelaçada com a história da Alemanha.

Antes de iniciar uma visita ao museu é muito importante consultar os folhetos que são distribuídos na entrada, ou tomar parte em um tour que é oferecido pela própria instituição, em algumas línguas, ou mesmo contratar um guia para mostrar e explicar as razões dos objetos e dos espaços do edificio.

O museu conta muito sobre a história dos judeus por meio das sensações que seus espaços proporcionam nos seus visitantes, por isto é importante saber do que se trata cada espaco.

Deixe um comentário

*

*